Eu ainda acreditava que seria apenas uma despedida, e que você provavelmente voltaria no dia seguinte, mas foi muito mais do que isso, você levou parte de mim, quando na verdade eu queria é que tivesse me levado junto.

Arthur Batti.  (via rejeitei)

(Source: returneed, via s-h-o-w-m-e-l-o-v-e)

Será que vale a pena se queixar tanto assim da vida? Será que não é melhor focar nas coisas boas que você possui, nas pessoas que estão ao seu lado, no amor que você recebe? Será que não é melhor parar para pensar que muitas vezes o que você acha certo não é o que é realmente bom para você? Pensa daí que eu penso daqui. E, quem sabe, começamos a fazer a nossa parte para mudar um pouco as coisas neste mundo tão carente de afeto.

Clarissa Corrêa.    (via verborragias)

(Source: levezas-do-amor, via verborragias)

Fiquei triste o dia inteiro, aí você me procura, inevitável, acabei sorrindo ao ver você falando comigo. Droga, você também não me ajuda. Queria tanto ficar bem sem você, sem falar, sem contato, mas ao mesmo tempo quase morro quando você não me conta como foi seu dia. Já basta essa distância insuportável e ficar um dia sem ter notícias suas acaba comigo. Mas, decidi que preciso te esquecer. Só que eu acabo lembrando, de como você é lindo quando tá comigo, do seu sorriso, dos seus olhos fixados nos meus, das suas mãos nervosas.

Tati Bernardi.     (via verborragias)

(Source: entradapararaaros, via verborragias)

Se é pra amar, me ame de verdade, se é pra viver que seja juntos, se não for assim nunca mencione tal frase “eu te amo”, pois para algumas pessoas ela pode significar o mundo.

500 dias com ela. (via desembarcou)

(Source: sexoadistancia, via a-guia)

Eu quis ligar pra alguém. Contar o que tinha acontecido, e que doía. Mas não havia ninguém ali. Ninguém com que eu pudesse contar. Ninguém disposto a abrir mão do sono para ouvir minhas queixas. Ninguém que se importasse. Então eu virei pro lado e a dor veio. Rápida. Forte. Devastadora. Senti minha alma se rasgando ao lembrar daquelas palavras. E dói. Ainda dói.

Os 13 porquês. (via decifro)

(Source: inconsumada, via decifro)

Nunca espere demais, da sorte ou dos outros, no fim não há quem não decepcione você.

Charles Bukowski.  (via decifro)

(Source: klippen, via decifro)

Eu me apaixonaria quantas vezes fosse necessário. Por você vale a pena fazer aquelas loucuras de amor que a gente ouve por aí.

Caio Augusto Leite   (via verborragias)

(Source: asincertezas, via verborragias)

Não é possível escolher se você vai ou não se ferir nessa vida. Mas é possível escolher quem vai te ferir. E eu aceito minhas escolhas.

A Culpa é das Estrelas. (via obvioqueamor)

(via seupequeno-amor)

Você sabe o que é pior do que não ter a quem amar? É amar alguém que não te ama. E sabe o que é ainda pior do que isso? É amar alguém, saber que essa pessoa te ama da mesma forma, mas ter a consciência que vocês não podem ficar juntos. Veja bem, qualquer um pode lutar contra o ciúme, contra as diferenças ou contra o orgulho, mas ainda não inventaram um antídoto contra a distância. Amor distante é ferida sempre aberta. Aquela consciência dilacerante de que você já encontrou a pessoa certa, mas que simplesmente vocês não podem ficar juntos. Pelo menos não agora. Não quando você deseja. Quando precisa. Talvez você não entenda o que eu digo. Talvez não saiba a sorte que tem, por ter se apaixonado pela menina da sua rua, por ter gostado daquele garoto da sua sala ou por sua alma gêmea ter nascido na mesma cidade que você. Já parou para pensar sobre isso? Qual seria a probabilidade do amor da sua vida aparecer justo na sua vida? Qual a chance de um dia vocês se esbarrarem por aí, se reconhecerem, se identificarem, se descobrirem?  Se isso aconteceu contigo e essa pessoa mora aí por perto, então agradeça aos céus. Eu não tive essa sorte. Uma parte de mim mora muito longe daqui. O que nos restou foi aprender a conviver com a saudade e tentar transformar tudo isso em uma lembrança saudável. Claro que às vezes dá vontade de jogar tudo para o alto, correr para o aeroporto e comprar uma passagem só de ida. É quando me lembro que na vida real as coisas não funcionam bem assim. Quem sabe em uma próxima vida você more na casa ao lado ou talvez a gente se encontre na cantina do colégio. Quem sabe eu tire seu nome no amigo secreto da empresa ou a gente se esbarre passeando com os cachorros no parque. E aí eu vou poder te contar aquela piada e me apaixonar pelo seu sorriso novamente. Talvez te roube um beijo como da primeira vez sem precisar te dizer adeus depois. Seria incrível, mas sinceramente, eu não tenho do que reclamar. Por que sabe o que seria ainda pior do que amar sem ser amado ou amar alguém distante? Sem dúvidas seria não ter tido a chance de te amar. Eu tive, amei, amo, e sei que mesmo que a distância prevaleça, o seu lugar estará sempre guardado aqui dentro. Pensando assim, logo aquela mágoa vai embora e finalmente me dou conta de como é especial ter alguém como você na minha história. Deixo um pouco a ingratidão de lado e vejo que,na verdade, o destino foi muito generoso comigo. Mesmo tendo nascido com vidas tão distantes, tivemos a chance de nos encontrar. E por mais que tenham sido poucos momentos juntos e uma vida inteira de saudades, eu não seria tolo de reclamar da minha melhor lembrança.

Você sabe o que é pior do que não ter a quem amar? É amar alguém que não te ama. E sabe o que é ainda pior do que isso? É amar alguém, saber que essa pessoa te ama da mesma forma, mas ter a consciência que vocês não podem ficar juntos. Veja bem, qualquer um pode lutar contra o ciúme, contra as diferenças ou contra o orgulho, mas ainda não inventaram um antídoto contra a distância. Amor distante é ferida sempre aberta. Aquela consciência dilacerante de que você já encontrou a pessoa certa, mas que simplesmente vocês não podem ficar juntos. Pelo menos não agora. Não quando você deseja. Quando precisa. Talvez você não entenda o que eu digo. Talvez não saiba a sorte que tem, por ter se apaixonado pela menina da sua rua, por ter gostado daquele garoto da sua sala ou por sua alma gêmea ter nascido na mesma cidade que você. Já parou para pensar sobre isso? Qual seria a probabilidade do amor da sua vida aparecer justo na sua vida? Qual a chance de um dia vocês se esbarrarem por aí, se reconhecerem, se identificarem, se descobrirem?  Se isso aconteceu contigo e essa pessoa mora aí por perto, então agradeça aos céus. Eu não tive essa sorte. Uma parte de mim mora muito longe daqui. O que nos restou foi aprender a conviver com a saudade e tentar transformar tudo isso em uma lembrança saudável. Claro que às vezes dá vontade de jogar tudo para o alto, correr para o aeroporto e comprar uma passagem só de ida. É quando me lembro que na vida real as coisas não funcionam bem assim. Quem sabe em uma próxima vida você more na casa ao lado ou talvez a gente se encontre na cantina do colégio. Quem sabe eu tire seu nome no amigo secreto da empresa ou a gente se esbarre passeando com os cachorros no parque. E aí eu vou poder te contar aquela piada e me apaixonar pelo seu sorriso novamente. Talvez te roube um beijo como da primeira vez sem precisar te dizer adeus depois. Seria incrível, mas sinceramente, eu não tenho do que reclamar. Por que sabe o que seria ainda pior do que amar sem ser amado ou amar alguém distante? Sem dúvidas seria não ter tido a chance de te amar. Eu tive, amei, amo, e sei que mesmo que a distância prevaleça, o seu lugar estará sempre guardado aqui dentro. Pensando assim, logo aquela mágoa vai embora e finalmente me dou conta de como é especial ter alguém como você na minha história. Deixo um pouco a ingratidão de lado e vejo que,na verdade, o destino foi muito generoso comigo. Mesmo tendo nascido com vidas tão distantes, tivemos a chance de nos encontrar. E por mais que tenham sido poucos momentos juntos e uma vida inteira de saudades, eu não seria tolo de reclamar da minha melhor lembrança.

NIGHTNIGHT by DEDDY